CARACTERIZAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA E DA FRAÇÃO LIPÍDICA DO PATAUÁ PROVENIENTE DA ALDEIA BAIXA VERDE NO MUNICÍPIO DE ALTO ALEGRE DOS PARECIS-RO

Fernanda Rosan Fortunato Seixas, Taynara Silva Vieira, Dennys Esper Corrêa Cintra

Resumo


O patauá que pertence à família Arecaceae e gênero Oenocarpus, é uma palmeira semelhante ao açaí, encontrada na região norte e centro oeste do Brasil, muito consumida por indígenas e ribeirinhos, porém com escassez de dados técnicos científicos. Portanto, o presente estudo tem como objetivo a caracterização físico-química e da fração lipídica do patuá proveniente da aldeia baixa verde no município de Alto Alegre dos Parecis-RO. Foram realizadas as análises físico-químicas de acidez total titulável, determinação de pH, umidade, sólidos totais, cinzas, proteína, lipídios e caracterização de ácidos graxos. Observou-se resultado para acidez total titulável de 0,16g, de ácido cítrico/100g, pH de 6,34,  umidade 40,76%, sólidos totais 0,5g/100g, cinzas 1,48g/100g, proteína 14,30g/100g e lipídeos 5,59g/100g .Os resultados demonstraram que os principais constituintes da parte comestível do patuá são as proteínas e lipídeos sendo possível classificá-lo como um fruto altamente oleaginoso e proteico, levemente ácido e com baixo teor de umidade. Quanto ao seu perfil lipídico o óleo do patauá apresentou maior abundância do ácido graxo oléico, principal constituinte do óleo de azeite. Portanto, diante dos dados apresentados, o patauá pode-se ser inserido na alimentação.

 


Texto completo:

PDF

Referências


CANUTO, G.A.B.; XAVIER, A.A.O.; NEVES, L.C.; BENASSI, M.T. Caracterização físico-química de polpas de frutos da Amazônia e sua correlação com a atividade anti-radical livre. Rev. Bras. Frutic. Jaboticabal, v.32 n.4, p. 1196-1205, 2010.

COZZOLINO, S.M. Biodisponibilidade de nutrientes. 2.ed. atual. e ampl. – Barueri, SP: Manole, 2007.

DOMINGUES, A.F.N.; CARVALHO, A.V.; BARROS, C.R. Caracterização físico-química da polpa de bacabi (Oenocarpus mapora H. Karsten). PA: Embrapa Amazônia Oriental, Belém, n. 88, 2014.

FIGUEIRA, L.C. Espectroscopia vibracional (no infravermelho e raman) e spectrofotometria de absorção uv-vis dos óleos de buriti (mauritia flexuosa) e de patauá (oenocarpus bataua). Dissertação (mestrado). Santarém, Pará Março, 2012.

INSTITUTO ADOLFO LUTZ. Normas Analíticas: Métodos Químicos e Físicos para Análise de Alimentos. São Paulo: IAL, 2005.

KALUME, M. A.; OLIVEIRA, M. S.; CARREIRA, L.M. Comportamento da Floração em Acessos de Bacabinha (Oenocarpus mapora karsten.) em Belém, PA. Belém: Embrapa Amazônia Oriental, 2002.

KRUMREICH, F.D.; Sousa, C.T.; Corrêa, A.P.A.; Krolow, A.C.R.; Zambiazi, R.C. Teor de cinzas em acessos de abóboras (cucurbita máxima l.) do rio grande do sul. Simpósio de alimentos v.8,p.1/4 2013.

LEITÃO, A.M. Caracterização morfológica e físico-química de frutos e sementes de Astrocaryum aculeatum Meyer (Arecaceae), de uma floresta secundária. Manaus, 2008.

MARTINS, A. H. Tecnologia de Obtenção de Óleos e Gorduras.(2008)

MELLO, L.D.; PINHEIRO, M.F. Aspectos de azeites de oliva e de folhas de oliveira. Alim. Nutr., Araraquara, v.23, n.4, p. 537-548, 2012.

MIRANDA, I.P.A.; RABELO, A.; BUENO, C.A.; BARBOSA, E.M.; RIBEIRO, M.N.S. Frutos de palmeiras da amazônia. Manaus: MCT/ INPA, 2001. 120p.

PARK, K.J.; ANTONIO, G.C. Análise de Materiais Biológicos. São Paulo, 2006.

PEREIRA, E.A.; QUEIROZ, A.J.; FIGUEIRÊDO, R.M. Massa específica de polpa de açaí em função do teor de sólidos totais e da temperatura. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.6, n.3, p.526-530, 2002.

SANCHES, E. N.; OLIVEIRA, M. S. Caracterização molecular de genótipo de patauá por marcadores RAPD, 2012.

SOUZA, L.C.; SILVA, J.L.; SOUZA, L.C.; ARAÚJO, F.C.; OLIVEIRA, F.J.; LIMA, L.G.; MELO, N.C. Levantamento da ocorrência de patuá na reserva extrativista Mapúa em breves no Pará. Anais do 10° Seminário Anual de Iniciação Científica da UFRA, 26 á 29 de setembro de 2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Científica da UNESC