O ENSINO DA GRÁMATICA NORMATIVA NA ESCOLA: UM ESTUDO DESCRITIVO NA VISÃO DO ALUNO

Carlos Alberto Suniga dos Santos, Gisele Batista Costa

Resumo


O ensino de gramática vem sendo trabalhado na escola como um conjunto sistematizado de regras que, ao longo do tempo, vêm sendo imposta aos alunos. As práticas desse ensino podem ser expressas de diversas formas, uma das quais é a utilizada pela escrita, o que pode ser concretizada por diversos gêneros textuais, e também pode adquirir conhecimento com essa diversidade de gêneros. O ensino de gramática é importante para nossas vidas, mesmo que possam existir divergências sobre como ensinar, pois essa necessidade vem sendo cada vez maior para que os indivíduos aprendam e empreendam desde cedo a compreender o funcionamento da língua. Para isso, é de extrema importância que eles desfrutem de mecanismos que possibilitem esse projeto. O professor, juntamente com a escola, deve ter a consciência sobre a gramática internalizada que seu aluno já tenha; assim, como também, devem incentivá-lo a interagir no ato da leitura, em produções textuais; tornando essas atividades prazerosas a fim de que o aluno possa descobrir as variáveis de expressão com diferentes gêneros textuais. Sendo assim, o ensino de gramática será mais prazeroso e mais compreensivo por parte do aluno que, desse modo; desenvolverá suas habilidades e competências tanto escritas quanto orais. Portanto, partiu-se do objetivo principal de descrever a visão do aluno acerca do ensino da gramática normativa, focalizando as dificuldades enfrentadas e as metodologias utilizadas pelos professores quando das aulas de Língua Portuguesa, em uma escola da rede pública estadual de ensino em Cacoal/ RO. Para o desenvolvimento deste estudo, escolheu-se a utilização e orientação pelo método dedutivo, de caráter descritivo, com exposição e análise de informações acerca do tema matriz. Para sua efetivação, realizaram-se pesquisas bibliográficas com intuito de constituir o referencial teórico acerca do ensino da gramática na escola com os suportes e com os textos com que são desenvolvidos. A pesquisa desenvolveu-se pela captação dos dados concernentes às formas de escolha e ensino de gramática na visão dos alunos. Os resultados revelam que, atualmente, os professores ainda seguem apenas o livro didático, sem ao menos verificar se a estrutura e a linguagem desses suportes estão adequadas à realidade e à formação do aluno. Observou-se, também, que o aluno sempre considera o ensino de gramática inválido, pois acredita que não fará uso dele frequentemente, pois acredita que os conteúdos relativos a essa forma de conhecimento são muito complicados, cheios de regras e exceções. Além disso, acreditam os alunos, que basta simplesmente “decorar” algumas dessas regras para ler e escrever bem no padrão formal do idioma materno; tais comportamentos podem decorrer, principalmente, das metodologias utilizadas pelo professor, bem como da linguagem de que ele se utiliza quando da exposição e das explicações sobre o conteúdo. Portanto, faz-se necessário o desenvolvimento de atividades que tornem o ensino de gramática mais próximo à linguagem e à realidade do aluno.


Palavras-chave


Gramática Normativa. Ensino. Visão do Aluno.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.