O ESTUDO SOLAR E SUA INFLUÊNCIA NO PROJETO ARQUITETÔNICO: ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE ESTRATÉGIAS PROJETUAIS PARA CIDADES DA ZB1 E ZB8

Everton Mello Dos Anjos, Diego Ferreira Do Nascimento, Janaina Matoso Santos

Resumo


Tirar partido das características climáticas locais nas decisões projetuais em arquitetura é imprescindível para se garantir conforto térmico aos usuários utilizando menor quantidade de recursos energéticos, uma vez que diminui a necessidade de utilização de refrigeração e aquecimento artificial. Considerando a vasta extensão territorial brasileira, e, consequente variação climática, é importante que os projetistas compreendam as distintas estratégias bioclimáticas eficazes para cada região, para isso é necessária a análise de algumas variáveis climáticas, sendo uma das mais relevantes a radiação solar, que se comporta de maneira distinta, sobretudo em função da latitude da região. Através da geometria da insolação tem-se a possibilidade de estudar a trajetória solar de um local nas mais diversas épocas do ano e horários do dia para que as decisões projetuais sejam tomadas de maneira correta em relação ao conforto ambiental. A finalidade do presente estudo é fornecer ao leitor informações relevantes sobre a importância do estudo da insolação para a elaboração de um projeto arquitetônico que possa possibilitar conforto térmico aos seus usuários, demonstrando o uso desses estudos para diferentes regiões brasileiras, Cacoal (RO) e São Joaquim (SC),respectivamente localizadas na Zona Bioclimática 1 e Zona Bioclimática 8.


Palavras-chave


Estudo Solar, Geometria, Insolação, Arquitetura, Projeto, Conforto Térmico, Bioclimatico

Texto completo:

PDF

Referências


CUNHA, Márcio Manuel Ferreira.Vãos Envidraçados - Geometria De Insolação – Otimização Do Dimensionamento De Elementos De Proteção Solar. Dissertação (Mestrado em Arquitetura) – Faculdade de Engenharia da Universidade de Porto, 2005.

FROTA, Anésia Barros.Geometria da Insolação. 1. ed. São Paulo: Geros, 2004.

FROTA, Anésia Barros; SCHIFFER, Sueli Ramos. Manual de conforto Térmico.5 ed. São Paulo: Studio Nobel, 2001.

LAMBERTS, Roberto; DUTRA, Luciano; PEREIRA, Fernando O.R. Eficiência Energética na Arquitetura. 3 ed. Rio de Janeiro: Eletrobrás/Procel, 2014.

MASCARELLO, Vera Lucia Dutra.Princípios Bioclimáticos e Princípios de Arquitetura Moderna – Evidências no Edificio Hospitalar.Dissertação (Mestrado em Arquitetura) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Rio Grande do Sul, 2005.

ZONEAMENTO BIOCLIMÁTICO BRASILEIRO. Disponível em: , Acesso em: 14 de Agosto de. 2017.

ABNT. NBR 15220: Desempenho térmico de edificações - Zoneamento bioclimático brasileiro e diretrizes construtivas para habitações unifamiliares de interesse social. 2003


Apontamentos

  • Não há apontamentos.