UTILIZAÇÃO DE GEOTECNOLOGIAS NO MONITORAMENTO DE TEMPERATURA DE SUPERFÍCIE NA ÁREA URBANA DE CACOAL

Gabriel Henrique Colombo, Danilo César Bastos

Resumo


A crescente urbanização é uma das formas que mais alteram o meio ambiente, principalmente ocasionada pela ausência de planejamento adequado do uso e ocupação das áreas dispostas (COELHO, 2003). Parte considerável desse processo ocorre com a supressão de áreas verdes e a substituição da superfície do solo por materiais que resultam em um aumento geral da temperatura, causando uma alteração no conforto térmico, da qualidade do ar, além de deteriorar a qualidade de vida dos habitantes. (MONTEIRO e MENDONÇA, 2011). Com a crescente preocupação de impactos antrópicos sobre o clima causado por transformações de uso e ocupação de maneira não sustentável, a realização de estudos que visam analisar e monitorar essas modificações é de grande valia não só para gestores públicos como para a população em geral, auxiliando na tomada de medidas de caráter corretivo e também preventivo. O uso de Sistemas de Informações Geográficas (SIG) aliado a técnicas de sensoriamento remoto são importantes ferramentas que auxiliam no planejamento e gestão ambiental. Dentre inúmeros estudos relevantes sobre essa problemática, destaca-se o de análise de temperatura de superfície terrestre (TST), pois através deste, pode-se obter variações termais na superfície. O avanço de tecnologias na área espacial, atualmente é possível se obter a temperatura de superfície através de imagens de sensores a bordo de satélites, realizando transformação de dados do infravermelho termal em temperatura aparente da superfície. Uma das vantagens do sensoriamento remoto termal é de proporcionar em tempo sincronizado uma densa rede de dados de temperatura de áreas sobre a superfície terrestre, possibilitando inclusive o monitoramento e o estudo multitemporal das mesmas (PIRES e FERREIRA, 2015). Portanto, o presente trabalho tem por objetivo comparar os valores de temperatura de superfície obtidos da banda termal do satélite Landsat-8, com dados provenientes da estação meteorológica do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) no município de Cacoal.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.