O PAPEL DO PROFESSOR DO ÚLTIMO CICLO DO ENSINO FUNDAMENTAL (8º E 9 ANOS) NA FORMAÇÃO DO LEITOR JOVEM.

Carlos Alberto Suniga dos Santos, Jaqueline de Melo, Jéssica Luana Grassi Honorato, Márcia Ferreira Nunes

Resumo


O ensino da leitura no último ciclo do ensino fundamental deve ser voltado ao aprendizado constante do aluno para a sua formação e seu crescimento. Deste modo, percebemos que toda prática de leitura necessita ser desenvolvido com obras diversificadas, buscando maior rendimento do aluno em cada aula.

Quando lemos, praticamos a ação de pesquisar, indagar, interagir, pensar, refletir e aprender. Diante disso, o presente artigo, traz como propósito expor como está sendo desenvolvido o incentivo à leitura junto aos educandos em faze de alfabetização, observamos e descrevemos as atividades desenvolvidas pelos educadores em relação à formação do aluno leitor.

A presente pesquisa buscou realçar a importância da formação de jovens leitores e o papel do professor nesse processo, refletindo sobre suas práticas em sala de aula. Sabe-se que despertar junto ao estudante as práticas da leitura autônomas não é uma tarefa fácil; sendo essa responsabilidade maior do professor criativo que, por sua vez, necessita de uma formação básica e também de uma metodologia bem elaborada.  

O sentido da formação de jovens leitores deve ser visto como uma responsabilidade social, não apenas pelo professor de Língua Portuguesa, mas também por todos os professores que entendem o quanto substancial é o incentivo para o desenvolvimento da leitura autônoma junto ao aluno leitor.  

É importante entender que cabe ao professor buscar, em meio ao processo educacional, aspectos criativos que envolvam os alunos com obras inclusas na biblioteca escolar e, assim, expandir o gosto pela leitura. De modo que, [...] o professor deve interessar-se pelo seu aluno, tentar conhecer quais os contatos anteriores dele com a leitura, com os diferentes tipos de texto, suas diferentes experiências de leitura. (RAIMUNDO, 2009, p. 109).

Dentre as metodologias utilizadas no ensino de Língua Portuguesa que estão diretamente relacionadas ao estimulo do ato de ler, destacam-se os conteúdos de literatura que podem ser articulados de maneira libertadora, como o teatro por exemplo, que vincula a linguagem escrita com a linguagem corporal, fazendo com que os alunos fiquem mais familiarizados com diferentes obras literárias e não literárias.

O que se espera é que o educador trabalhe com o estimulo à leitura em diferentes contextos escolares, incluindo criatividade e adaptação nos modos de apresentação dos conteúdos curriculares.

Assim, a tarefa do educador é aprimorar o gosto pela leitura e mostrar aos educandos que um texto, seja ele literário ou não, é a representação de tudo aquilo que é pensado e sentido por alguém e, muito além de representações de palavras pode expressar visões e culturas de um indivíduo ou de uma sociedade. 


Palavras-chave


Leitura. Formação. Jovem Leitor. Professor.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.