EDUCAÇÃO AMBIENTAL: PRÁTICAS NO ENSINO DA MATEMÁTICA

Michele Silva Costa, Humberto Rodrigues, Lilian Kelly Santos de Freitas, Maria Josiel da Silva Souza, Silvia Pereira Domingues, Simone Valim Schmidt, Juliano Alves de Deus

Resumo


O presente ensaio busca abordar a interdisciplinaridade entre a questão ambiental e a matemática, pois ainda existe muita controvérsia a respeito disso. Muitos professores, a grande maioria, sente dificuldade em trabalhar questões interdisciplinares, e isso acaba gerando uma aversão aos temas. Buscamos aqui uma maneira de tratar desse assunto, tentando mostrar que isso não é apenas cumprir o que está no papel, mas sim, uma maneira de contribuir com a formação cidadã de cada pessoa envolvida, que nesse caso são os alunos e a sociedade em geral. Ao trabalharmos com a Educação Ambiental: Práticas No Ensino Da Matemática, identificamos inúmeras maneiras de abordar esse tema dentro do contexto matemático utilizando gráficos e tabelas, porcentagens, cálculos de áreas degradadas e não degradadas entre tantas outras formas de abordar o tema.

Palavras-chave


Educação Ambiental; Matemática; Interdisciplinaridade.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Constituição. Brasília: Senado Federal, 1988.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: meio ambiente e saúde. Brasília: MEC/SEF, 1998, 9.v.

CARVALHO, Isabel Cristina de Moura. Educação ambiental a formação do sujeito ecológico. 6º ed. São Paulo: Cortez, 2012.

D’AMBROSIO, Ubiratan. Desafios da Educação matemática no novo milênio. Educação Matemática em Revista-SP, n. 11, p. 14-17, dez. 2001.

LIMA,Waldyr. Aprendizagem e classificação social: um desafio aos conceitos. Fórum Crítico da Educação, v. 3, n.1, p. 29-55, 2004.

LUCATTO, L.G.; TALAMONI, J.L.B.; A construção coletiva interdisciplinar em educação ambiental no ensino médio: a microbacia hidrográfica do Ribeirão dos Peixes como tema gerador. Ciência & Educação, v. 13, n. 3, p. 389-398, 2007. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/ciedu/v13n3/a08v13n3> . Acesso em 28 de jun. de 2017.

MMA, Educação Ambiental, Brasília, 2014. Disponível em: < http://www.mma.gov.br/educacao-ambiental/politica-de-educacao-ambiental > . Acesso em 28 de jun. de 2017.

SANTOS, W.L.P.; Contextualização no ensino de ciências por meio de temas cts em uma perspectiva crítica. Ciência & Ensino, vol. 1, número especial, nov. 2007. Disponível em: < http://prc.ifsp.edu.br:8081/ojs/index.php/cienciaeensino/article/viewFile/149/120> . Acesso em 28 de jun. de 2017.

SEIBERT, T. E. Matemática e Educação Ambiental: uma proposta com projetos de trabalho no Ensino Fundamental. Teses e Dissertações PPGECIM, 2014.

SILVA, Carmen Kaiber da; GROENWALD, Claudia Lisete Oliveira Integrando a matemática ao tema educação ambiental Disponível em: http://abrapecnet.org.br/atas_enpec/iiienpec/Atas%20em%20html/o71.htm Acesso 24 de Jun de 2017.

VALENTIN, L.; SANTANA, L.C.; Concepções e práticas de educação ambiental de professores de uma escola pública. Ciência & Educação, v. 16, n. 2, p. 387-399, 2010. Disponível em: < http://www.redalyc.org/html/2510/251019497008/> . Acesso em 28 de jun. de 2017.

DANTE, Luiz Roberto. Matemática. Vols: 1 a 3. São Paulo: Ática, 2004.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.