ANÁLISE DO IMPACTO DE UM TREINO DE HABILIDADES SOCIAIS APLICADO EM ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL NO MUNICÍPIO DE PRESIDENTE MÉDICI/RO.

Ricardo Alexandre Aneas Botta, Kelly Rizanne Ferreira da Silva, Joyce de Oliveira Vilela, Marcieli Pascoal de Freitas

Resumo


A educação evidencia a capacidade de um povo organizar-se e construir seu futuro, portanto, não se realiza ao acaso, mas como conseqüência de um esforço expressivo. A Psicologia Escolar pretende facilitar o desenvolvimento humano, mas ainda permanece pouco conhecida. O sucesso no desempenho do psicólogo escolar exige uma imagem clara de seus principais propósitos, enfrentando um duplo desafio: ser aceito na escola e ser apoiado nas organizações de desenvolvimento da criança (envolvendo o desenvolvimento cognitivo, afetivo, social e físico e o enriquecimento da interação social da criança). (VALLE, 2003)

 A inclusão dde psicologos ldentro no campo escolar é de extrema importância para que seu trabalho não termine distorcido ou limitado no campo competitivo que envolve a afirmação de papéis de poder. Sua participação, com o corpo docente, em programas de intervenção pode permitir que, juntos, promovam o desenvolvimento infantil, de forma que Psicologia e Pedagogia se complementem, alcançando os objetivos idealizados, para conseguir ter êxito nessa inclusão é relevante que sua atuação preventiva também seja priorizada envolvendo a escola e a família, que precisam valorizar e compreender a necessidade de sua participação, não apenas remediativa ou voltada para a clínica, portanto, delimitando uma área especial da Psicologia que diferencie seu papel. (NEVES, ALMEIDA, CHAPERMAN e BATISTA, 2002)

 A partir da verificação de queixas retiradas de pais e professores acerca de problemas de disciplina e aprendizagem dos alunos da instituição, as turmas que se encontram em fase de transição, seja pelo momento do ciclo escolar, como pela etapa desenvolvimental na qual se encontram, têm sido alvo freqüente de reclamações e de falta de compreensão e manejo adequados por parte dos educadores. Queixas como falar muito alto, não esperar sua vez para falar, dificuldades de aprendizagem, rir ou ridicularizar o colega, não escutar o professor, tem tido muitas reclamações que chegam até a equipe diretiva.

             O trabalho teve como objetivo de analisar  uma intervenção que buscava promover, desenvolver e/ou potencializar a competência social dos alunos do Ensino Fundamental de ume escola estadual, visando à construção ou fortalecimento de vínculos e laços sociais.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.