IDENTIFICANDO UM PROBLEMA NA EDUCAÇÃO JURÍDICA: UM OLHAR PARA AS RELAÇÕES DE PODER ENTRE O CORPO DOCENTE E DISCENTE DOS CURSOS DE DIREITO DO BRASIL

Ana Carolina Oliveira Guedes Memória, Saêne Cristina Coelho Soares, Ozana Rodrigues Boritza

Resumo


A construção de um espaço democrático e sustentável para todos é um objetivo prioritário e nobre dos gestores em todas as instituições de ensino superior do Brasil, especialmente do curso de Direito, com cadeiras que ensinam a liberdade de ideias e o respeito político. Para isso, o ensino das universidades, identificada como polo de formação da comunidade e centro de experiências democráticas, necessita ser de tal forma que facilite as vivências do ensinar – aprender. Por conseguinte, assume-se que nesse processo a autoridade do professor para dispor de seus conhecimentos e a autonomia do aluno para aprender criticamente são pressupostos de uma relação ideal. Objetivou-se, consequentemente, demonstrar a necessidade de expor e trazer à tona com veemência o tema das relações de poder dentro do universo acadêmico jurídico, com foco no exercício de poder da relação docente/discente e as possíveis consequências dessa dominação no ensino, pesquisa e extensão de tal curso. Ademais, avaliado a problemática decorrente da ausência de uma relação ideal entre o corpo docente e discente e, evidenciado a necessidade de um espaço democrático e justo para a devida desenvoltura da ciência do Direito, reitera-se a escassez de material dentro da área de concentração “pesquisa e educação jurídica” que traga avaliações exatas sobre a forma que se encontra os cursos de Direito no Brasil. Logo, o problema que se identifica na educação jurídica moderna é a própria ausência de debate acerca do assunto ‘poder e dominação do corpo docente e discente no decorrer da graduação’. Tal dificuldade deve ser solucionada, pois quer-se que os juristas formados sejam profissionais com uma instrução baseada nos princípios de liberdade e autonomia, bem como ter em sua formação um ambiente apto para o crescimento do saber.


Palavras-chave


Relações de Poder; Educação Jurídica; Corpo Docente; Corpo Discente.

Texto completo:

PDF

Referências


BOBBIO, Norberto. Teoria Geral da Política: a filosofia política e as lições dos clássicos. Tradução de Daniela Beccaccia Versiani. 11. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2000.

BOMFIM, Rosa Amorim. A relação docente-discente. Domus on line: rev. Teor. pol. soc. Cidad., Salvador, v. 6/7, n. 1/12, p. 67-74, jan./dez. 2009/2010. Disponível em: . Acesso em: 09. Jul. 2017

.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Texto constitucional promulgado em 5 de outubro de 1988, com as alterações determinadas pelas Emendas Constitucionais de Revisão nº 1a 6/94, pelas Emendas Constitucionais nº 1/92 a 95/2016 e pelo Decreto Legislativo nº 186/2008. Brasília: Senado Federal, 2006. 123 p.

______. Lei nº 9.394. Texto normativo promulgado no dia 20 de dezembro de 1996. Disponível em . Acesso em: 09. Jul. 2017.

CHAUÍ, Marilena. A Universidade Operacional. [S.l., s.n.]. Disponível em: Acesso em: 09. jul. 2017.

CORRÊA, Vanderlei Antônio. A democracia moderna na concepção de Norberto Bobbio. Revista Jus Navigandi, ISSN 1518-4862, Teresina, ano 15, n. 2671, 24 out. 2010. Disponível em: . Acesso em: 8 jul. 2017.

CROCE, Maria Lúcia; VALDERRAMA, Elizeth. Instituição Escola – Espaço de Aprendizagem do Jogo Democrático. [S.l., s.n.]. Disponível em: Acesso em: 09. jul. 2017.

FILOMENO, José Geraldo Brito. Teoria Geral do Estado e da Constituição. 10. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2016.

FREIRE, PAULO. Educação e mudança. Rio de janeiro: Paz e Terra, 1979.

NAVARRO, Elaine Cristina; SILVA, Ormenzina Garcia da. A Relação Professor-Aluno No Processo Ensino-Aprendizagem. Revista Eletrônica da Univar, n.º8, Vol – 3 p. 95-100. 2012. ISSN 1984-431X. Disponível em: < http://revista.univar.edu.br >. Acesso em: 09. Jul. 2017.

NOGUEIRA, Octaciano. Vocabulário da Política.1. ed. Brasília: Senado Federal, 2015. Volume 5. Coleção.

VIANNA, Ilca Oliveira de Almeida. Gestão Democrática e Participativa Na Universidade: Um Desafio de Cidadania. In: Iv Colóquio Internacional Sobre Gestão Universitária Na América Do Sul. 2004. Florianópolis. Anais. Disponível em: . Acesso em: 09. Jul. 2017.

WEBER, Max. Ensaios de Sociologia. Ed. Guanabara: Rio de Janeiro, 1981.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.