QUALIDADE MICROBIOLÓGICA DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS NO MUNICÍPIO DE CACOAL

Lilian Matsumoto, Lila Francisca de Oliveira Reis Matos, Thiago Emanuel Possmosser Figueredo Nascimento, André da Costa, Raphael Campitelli Ramos

Resumo


A problemática que o mundo vem enfrentando nos últimos tempos, referente a escassez de água adequada para o consumo humano, possui seu agravo em virtude da deficiência de manejo e usos sustentáveis dos recursos hídricos, do crescente aumento da população mundial e sua demanda por esse recurso, das atividades antrópicas negativas sobre o meio ambiente e todas as consequências geradas, principalmente sobre a saúde do homem (devido a ingestão de água contaminada). As águas subterrâneas representam uma alternativa para o consumo humano, já que esse recurso sempre foi considerado pela maioria das pessoas como um depósito natural de águas livres de qualquer contaminação e pela facilidade que existe em explorar esse recurso. Diante dessa premissa, esse trabalho de pesquisa objetivou avaliar a qualidade microbiológica, especificamente a Escherichia coli e a Enterobacter aerogenes, das águas subterrâneas no município de Cacoal/RO,  utilizadas para consumo humano. O trabalho foi realizado por meio da pesquisa de campo e laboratorial. O procedimento realizado desde a coleta das amostras até as análises em laboratório foi baseado no Standard Methods for theExaminationofWaterandWastewater traduzido pela Fundação Nacional da Saúde-FUNASA (2013). Foram coletadas água de poços tipo cacimba e semi-artesiano em 13 pontos distintos, tanto no perímetro urbano como na zona rural. Os resultados das amostras foram comparados com os Valores Máximos Permitidos (VMP) para o consumo humano segundo a Portaria nº 2.914/2011 do Ministério da Saúde referente à potabilidade da água e a Resolução CONAMA 396/2008 que dispõe sobre a classificação de usos de águas subterrâneas. A determinação bacteriológica foi realizada através do método membrana filtrante, o qual constatou a presença de  coliformes totais e/ou Escherichia coli nas amostras analisadas. Entre os pontos da zona urbana, o ponto 6 apresentou maior contaminação por coliformes termotolerantes e Escherichia coli, e na zona rural foram os pontos 11 e 12 que apresentaram acentuado número de colônias desse grupo, sendo que a origem da contaminação mais provável destes últimos pode estar relacionada principalmente à proximidade dos poços em relação as fossa e pecuária intensiva. A análise microbiológica demostra que a água se encontra imprópria para o consumo humano sem prévio tratamento, apresentando risco a saúde dos usuários de água subterrânea. Diante do exposto, recomenda-se que seja feita a desinfecção dessas águas antes de serem usadas para consumo humano.

Palavras-chave


águas subterrâneas. coliformes termotolerantes. Escherichia coli.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.